autocar

Novo Hyundai Elantra é bom, mas deixa a desejar

Hoje o tema é o novo Hyundai Elantra, carro da marca sul-coreana que, apesar de muito bonito, tem alguns detalhes que deixam (e muito) a desejar.

Ainda mais quando estamos falando de um veículo já acima dos R$ 80 mil, exatamente a partir de R$ 85 mil.

Um investimento considerável, não é mesmo?

Visitei uma concessionária da Hyundai para avaliar um carro para um cliente meu, vi o novo modelo do Elantra (a versão básico do automóvel).

E resolvi fazer uma análise com minhas primeiras impressões sobre este sedã.

De um modo geral, falando especificamente da parte visual, é um carro bem elegante, bonito. Porém, neste sentido, ainda prefiro o modelo anterior.

Ao entrar no carro, me deparei com um painel bem bonito, bom acabamento, controlador de velocidade e de som no volante, regulagem de altura do farol, vidro elétrico, ar condicionado, câmbio automático, mas nem tudo estava perfeito.

Algumas coisinhas chamaram minha atenção. Algumas coisas que, sinceramente, não esperava ver em um carro desta categoria.

Pontos negativos

Vamos começar pelo som. Esta versão vem equipada com um sistema de som muito simples, longe de ser uma central multimídia. Nada fora do normal (entrada para CD, MP3…).

Para você ter uma melhor ideia do quão isso pode ser frustrante para um comprador desta versão, um Onix, da Chevrolet, ou o Renault Logan, carros mais simples do que o Elantra, contam com um sistema multimídia, ou seja, algo bem mais avançado.

Com relação ao ar condicionado, algo importante atualmente, apesar de contar com um display que parece ser digital, não é. Conta ainda com os famosos reguladores manuais.

Além disso, o volante não conta com revestimento em couro, nem com airbag lateral. Mais alguns pontos nada favoráveis em um carro desse porte.

Ainda assim, para mim, a maior “mancada” está no banco traseiro. Não há encosto de cabeça, nem o cinto de segurança de três pontos para o passageiro central, apenas o cinto abdominal.

Vale ressaltar que o Elantra 2017 é um carro familiar. Esses dois “simples” quesitos, o encosto de cabeça e cinto de três pontos, não poderiam faltar para o passageiro central no banco traseiro.

Impressões gerais

Infelizmente isso acontece em nosso mercado, que não é lá muito exigente. Um carro que conta com um alto preço já em sua versão básica, mas que deixa a desejar em diversos aspectos.

Em suma é um carro bonito, um bom carro, sim, mas que não cumpre com todos os requisitos para um modelo que exige de seu comprador um alto investimento.

Conheça o novo Hyundai Elantra 2017
O Hyundai Elantra é um carro bonito, mas que não cumpre com todos os requisitos