autocar

O que eu acho do Omega no mercado de usados

O Omega é um dos carros clássicos que o público ainda procura no mercado de usados. A qualidade do carro é inegável. Ele foi um dos ícones da década de 1990. Para quem não se lembra, o Omega nacional foi o substituto de outro clássico, o Opala. Ele contava com motor longitudinal e tração traseira. Um dos últimos veículos com essa concepção. Saiu com motor 4 ou 6 cilindros, nas versões GLS e CD, respectivamente.

A versão com o motor 2.0 4 cilindros é mais fácil de se manter, enquanto a versão CD são mais colecionáveis. Havia ainda a versão Diamond, que era um GLS com motor 3.0. Tinha o mesmo acabamento que essa versão, mas com motor mais potente. Vale lembrar que a versão 6 cilindros é mais caro de se manter. A versão 3.0 é mais ainda, pois era equipado com um motor importado, específico.

Relação pessoal 

Meu pai teve um Omega GLS 94. Na época, ainda muito jovem, não gostava muito do carro. Hoje, claro, não tenho mais essa visão e gosto muito deste carro. Eu teria um em minha garagem para deixá-lo ao lado do meu Nissan Maxima 95. O Omega vale a pena desde que seja comprado um em ótimo estado e, claro, precisará gastar um pouco mais para comprar um que esteja muito bom. Os mais baratos no mercado, geralmente não estão tão bons assim, tornando o negócio arriscado.